Ekadasi

Calendário


Ekadasi (pronunciado ekadashi) é o décimo (dasi) primeiro (eka) dia lunar depois da lua cheia e da lua nova. Neste dia se observa jejum de feijões e cereais. Nos ekadasis também não se come vagem (feijão verde), berinjela (pois aumenta o apetite), mel e assafétida. Dormir durante o dia, (sexta-feira), cortar unhas e cabelos, barbear-se e divertimentos também são atividades que devem ser evitadas nesses dias, pois se deve diminuir as demandas corpóreas nos ekadasis para melhor fixar a mente em Krsna. Sobre a importância do jejum no ekadasi, consultar o Sri Caitanya-caritamrta, Adi-lila, capítulo 15, textos 9 e 10.

Pessoas que não devem fazer jejum estrito no ekadasi: pessoas com problemas de fígado, coração, pulmão, estômago ou rins; pessoas insanas ou muito perturbadas (preocupadas); crianças, idosos e grávidas. Todos devem, porém, observar o jejum de feijões e cereais.



Regras para o jejum e combinações padrão para quebrar o jejum de Ekadasi

Se você observou um jejum completo (até mesmo sem água) não precisa quebrá-lo com grãos. Você pode quebrá-lo com caranamrta ou fruta. Mas, se você observou Ekadasi comendo frutas e vegetais, então deveria quebrá-lo no dia seguinte na hora mencionada.
O Maha-dvadasi é observado como Ekadasi
Purnima e Amavasya podem ser observados como Ekadasi. (opcional)

Ekadasi
A essência é simplesmente comer uma ou duas vezes ao dia, assim pode-se gastar mais tempo ouvindo, cantando e se lembrando de Sri Sri Radha-Krsna.
 
Jamais se deve comer carne, peixe, ovos, alho, cebola, cenoura, lentilhas vermelhas, lentilhas verdes, cogumelos, etc.

Alimentos não permitidos no Ekadasi:
- tomates, berinjela, couve-flor, brócoli, pimentão, melão amargo, quiabo e flores de bananeira;
- ervilhas, grão-de-bico e todos os tipos de feijão, incluindo produtos feitos de grãos, como tofu, refrigerante, doces, temperos, etc.);
- todos os tipos de folhas vegetais (tais como: espinafre, saladas, repolhos) e folhas de ervas como salsa, folhas de coentro; aipo e folhas de curry;
- grãos (exemplos: cevada, farinha, massa, arroz, milho) e todos os tipos de farinhas feita de grãos e feijões (exemplos: farinha de arroz, farinha de grão-de-bico, farinha de urad dahl);
- gomas de milho ou de grãos, e produtos feitos ou misturados com estas gomas como bicarbonato de sódio, fermento em pó, certos refrigerantes com xarope de milho, certos iogurtes e pudins, certas variedades de cremes e de queijos, certas balas e doces e balas de tapioca.
- óleos feitos de grãos (exemplo, óleo de milho, óleo de gergelim) e produtos fritos nestes óleos (exemplo, nozes fritas, batata frita e outras porções de alimentos fritos)
- mel, e doce feito com goma

Temperos usados no Ekadasi:

- pimenta preta, gengibre fresco, sal puro e tumerique fresco

Temperos não utilizados no Ekadasi:

- assafétida, semente de gergelim, cominho, feno grego, mostarda, tamarindo, erva-doce, cardamomo e noz-moscada

Alimentos que podem ser utilizados todos os dias do ano, incluindo Ekadasi e Caturmasya:
- Todas as frutas (frescas e secas), todas as nozes e óleos feitos de nozes
- Batatas, abóboras, pepino, rabanete, polpas (ex.: abóbora), limão, abacate, azeitona, coco, todos açucares
- Todos os laticínios puros (exceto iogurte durante o segundo mês e leite durante o terceiro mês de Caturmasya)
texto retirado: http://www.sadhanatimes.com.br/index.html 


Esses dias são muito auspiciosos para o serviço devocional (Bhakti Yoga) praticado pelos Vaisnavas. O Ekadasi é tão importante que quando o Senhor Caitanya Mahaprabhu tomou Sannyas e deixou sua família, sua mãe (Saci Mata) perguntou o que ela deveria fazer e seu filho respondeu que ela somente deveria seguir os ekadasis.

O Ayurveda explica que em Ekadasi a Lua torna-se obscurecida. A Lua é a Deidade que preside "Anna" (Alimentos), e portanto comer grãos em Ekadasi torna-se indigesto e pode causar doenças. Além disso, os grãos absorvem muita água durante a digestão. A Lua além de ficar obscurecida também fica mais perto da Terra e absorve mais água do nosso organismo.

Leia abaixo um artigo muito interessante que explica o aparecimento de Sri Ekadasi e de Papapurusa.

Origem do Ekadasi (Este artigo foi originalmente escrito em 1956 por Sri Navincandra Cakravarti, um discípulo de Srila Bhaktisiddhanta Saraswati Thakura, e em 1979 foi traduzido para o inglês por Vyenkata Dasa Brahmacari)
"Muitos devotos são muito inquisitivos sobre o aparecimento de Sri Ekadasi e sobre suas características especiais. Portanto estou apresentando esta descrição encontrada no décimo quarto capítulo do Padma Purana, na seção intitulada "Kriya Sagara Sara."
Perguntas do sábio Jaimini à Srila Vyasadeva
Certa vez, o grande sábio Jaimini, disse ao seu mestre espiritual: "Ó Gurudeva! Anteriormente por sua misericórdia, o senhor descreveu para mim a história das glórias do rio Ganges, os benefícios da adoração a Sri Vishnu, a doação de grãos em caridade, a doação de água em caridade, a magnanimidade de se aceitar a água que foi usada para lavar os pés dos Brahmanas.

Ó melhor dos sábios, Sri Gurudeva, agora com grande entusiasmo, desejo ouvir sobre os benefícios de se jejuar no Ekadasi e do aparecimento de Sri Ekadasi." "Ó Gurudeva, quando Ekadasi nasceu e de quem ele apareceu? Quais as regras de jejuar no dia de Ekadasi? Por favor, descreva os benefícios de se seguir este voto e quando ele deve ser seguido. Quem é a maior deidade adorável de Sri Ekadasi? Quais são os erros de não se seguir Ekadasi corretamente? Por favor, deposite sua misericórdia sobre mim e me diga sobre estes assuntos, pois o senhor é a única personalidade capaz de fazê-lo.

" Srila Vyasadeva ouvindo estas perguntas de seu discípulo Jaimini, situou-se em transe transcendental e respondeu: "Ó Brahmana sábio Jaimini, os resultados de se seguir Ekadasi podem ser perfeitamente descritos pelo Senhor Supremo, Narayana, pois Sri Narayana é a única personalidade capaz de descrevê-los na sua totalidade. Mas eu darei uma breve descrição em resposta a sua indagação." Como surgiu Papapurusha "No começo da criação material, o Senhor Supremo criou as entidades vivas móveis e imóveis dentro deste mundo feito de cinco elementos grosseiros materiais. Simultaneamente para o propósito de punir os seres humanos, Ele criou a personalidade cuja forma foi a incorporação do pecado(Papa-purusha)."
"Os diferentes membros desta personalidade foram construídos de várias atividades pecaminosas:
sua cabeça foi feita do pecado de assassinar um brahmana, seus olhos tiveram a forma do pecado de tomar intoxicantes, sua boca foi feita do pecado de ter conecção ilícita com a esposa do mestre espiritual, seu nariz do pecado de matar sua própria esposa, seus braços a forma do pecado de matar uma vaca, seu pescoço feito de pecado de roubar a riqueza acumulada de outrem, seu peito do pecado do aborto, seu baixo tórax do pecado de ter sexo com a mulher de outro, seu estômago do pecado de matar seus parentes, seu umbigo do pecado de matar aqueles que são seus dependentes, seu pulso do pecado da auto-apreciação, suas coxas do pecado de ofender o Guru, sua genitália do pecado de vender sua filha, suas nádegas do pecado de contar assuntos confidenciais, seus pés do pecado de matar seus pais e seu cabelo das formas menos severas de actividades pecaminosas."
"Desse modo uma personalidade horrível incorporando todas as atividades pecaminosas e vícios foi criada, a cor de seu corpo é preta, seus olhos são amarelos. Ele inflige extrema miséria às pessoas pecadoras."
"A Suprema Personalidade de Deus, o Senhor Vishnu, vendo esta personalidade do pecado, começou a pensar o seguinte: 'Eu sou o criador das misérias e da felicidade das entidades vivas. Eu sou seu mestre porque criei esta personalidade do pecado, a qual dá sofrimento para todas pessoas desonestas, trapaceiras e pecadoras. Agora Eu devo criar alguém que controlará esta personalidade."
"Nesta época, Sri Bhagavam criou a personalidade de Yamaraja e os diferentes sistemas planetários infernais. Aquelas entidades vivas que são pecaminosas serão enviadas depois da morte para o reino de Yamaraja, o qual, por sua vez, de acordo com os pecados delas, as enviará à região infernal apropriada para sofrerem."
“Depois que estes ajustes foram feitos, o Senhor Supremo, que é o doador de aflição e felicidade às entidades vivas, foi à morada de Yamaraja, com ajuda de Garuda, o rei dos pássaros.
Quando Yamaraja viu que o Senhor Vishnu tinha chegado, ele imediatamente lavou os pés Dele e fez uma oferenda cerimonial a Ele. Então fez com que Ele se sentasse em um trono de ouro. O Senhor Supremo, Sri Vishnu, ficou sentado no trono dourado de onde Ele escutou uns sons de choro muito alto vindos da direção sul. Ele surpreendeu-se com isto e perguntou a Yamaraja: 'De onde este choro alto está vindo?"
"Yamaraja em resposta disse: 'Ó Deva! As diferentes entidades vivas dos sistemas planetários terrestres caíram nas regiões infernais. Elas estão sofrendo extremamente por seu malfeitos. O horrível choro é por causa do sofrimento devido às reações de suas más ações do passado (mau Karma).'"
"Depois de escutar isto o Senhor Supremo, Sri Vishnu, foi à região infernal do sul. Quando os habitantes viram quem tinha chegado, eles começaram a chorar mais alto ainda. O coração do Senhor Supremo, Sri Vishnu, tornou-se cheio de compaixão. O Senhor Vishnu pensou: 'Eu criei toda esta progênie e é por minha causa que eles estão sofrendo.'"

O Aparecimento de Sri Ekadasi

"Srila Vyasadeva continuou: Ó Jaimini, apenas ouça o que o Senhor Supremo fez em seguida: após o misericordioso Senhor Supremo refletir sobre estas considerações, Ele imediatamente manifestou de Sua própria forma a Deidade do dia lunar de Ekadasi (Sri Krsna é o próprio Ekadasi) . Em seguida as diferentes entidades vivas pecadoras, começaram a seguir o voto de Ekadasi e foram então elevadas rapidamente para a morada Vaikuntha. Portanto, ó minha criança Jaimini, o dia lunar de Ekadasi é a forma mesma do Senhor Supremo, Vishnu, o qual é a Superalma no coração das entidades vivas. Sri Ekadasi é a mais elevada atividade e está situado como o principal entre todos os votos."

"Depois da ascensão de Sri Ekadasi, o Papapurusha que é a forma da atividade pecaminosa viu gradualmente sua influência diminuir. Ele aproximou-se do Senhor Vishnu, com dúvidas em seu coração e começou a oferecer muitas preces, com as quais o Senhor Vishnu ficou muito satisfeito e disse: 'Eu tornei-me muito satisfeito com suas lindas preces. Qual é a dádiva que você quer?'"
O Papapurusha respondeu: ‘Eu sou Sua criatura e progênie, e é através de mim que Você desejou dar sofrimento às entidades vivas que são muito pecaminosas. Mas agora, pela influência de Sri Ekadasi, eu fiquei quase destruído. Ó Prabhu, depois da minha morte, todas as suas partes e parcelas que aceitaram corpos materiais tornar-se-ão liberadas e assim retornarão à morada Vaikunta. Se essa liberação de todas entidades vivas acontecer, então quem continuará Suas atividades? Não haverá ninguém para desempenhar os passatempos nos sistemas planetários terrestres."

"Ó Kesava, se Você quer que estes passatempos eternos continuem, então, por favor, salve-me do temor de Ekadasi. Nenhum tipo de actividade piedosa pode atar-me, mas apenas Ekadasi, sendo sua forma manifesta, pode impedir-me.

Tendo grande temor de Sri Ekadasi, eu escapei e refugiei-me nos homens, animais, insetos, montanhas, árvores, entidades vivas móveis e imóveis, rios, oceanos, florestas, sistemas planetários celestiais, terrestres e infernais, dos semideuses e dos Gandharvas.'"

"Mas não pude encontrar um lugar onde pudesse estar livre do temor a Sri Ekadasi.
Ó meu mestre, Eu sou um produto de sua criação, portanto muito misericordiosamente indique-me um lugar onde eu possa morar sem mêdo.'"

Srila Vyasadeva disse a Jaimini: "Depois de dizer isso, a incorporação das actividades pecaminosas (Papa-purusha) caiu aos pés do Senhor Supremo, Sri Vishnu, que é o destruidor de todas as misérias e começou a chorar."

"Depois disso o Senhor Vishnu, observando a condição de Papa-Purusha, com riso, começou a falar assim: 'Ó Papa-purusha, levante-se! Não se lamente mais. Apenas ouça e Eu lhe direi onde você poderá ficar no dia lunar de Ekadasi. No dia de Ekadasi, que é o benfeitor dos três sistemas planetários, você poderá ficar nos alimentos em forma de grãos. Não há razão para preocupar-se mais sobre isto, porque Minha forma como Ekadasi não o impedirá mais.
' Depois de dar a direção ao Papa-purusha o Senhor Supremo desapareceu, e o Papa-purusha voltou a executar suas próprias atividades."
Conclusão

"Conseqüentemente, aquelas pessoas que são sérias sobre o benefício último para a alma, nunca comerão grãos em Ekadasi. De acordo com as instruções do Senhor Vishnu, todo tipo de actividades pecaminosas que podem ser encontradas no mundo material tomam sua residência na forma de grãos alimentícios. Quem seguir Ekadasi está liberto de todos os pecados e nunca entrará nas regiões infernais.

Mas se a pessoa não seguir Ekadasi por causa da ilusão, ela é considerada a pior pecadora. Por cada bocado de grãos que é comido em Ekadasi por um residente da região terrestre, recebe-se a reação de assassinar milhões de Brahmanas!

É definitivamente necessário que se deixe de comer grãos em Ekadasi. Eu repito novamente;
em Ekadasi não coma grãos!
Seja a pessoa um Ksatrya, Vaishya, Sudra ou de qualquer família, ele deve seguir o dia lunar de Ekadasi.
Com isso a perfeição de Varna e Ashama será atingida. Especialmente desde então, se mesmo por engano uma pessoa seguir o voto de Ekadasi, todos os seus pecados serão destruídos e ela facilmente atingirá a meta suprema, a morada Vaikuntha."

Padma Purana, 14 capítulo, seção Kriya Sagara Sara.Fonte: http://www.guardioes.com/ekadasi.htm

Ekadasi Nível 1 – Iniciante (curiosos, simpatizantes, devotos iniciantes)

Quem deseja avançar na vida espiritual (e mesmo na material), ou simplesmente deseja experimentar o jejum para fins de saúde ou melhora da qualidade de vida, pode começar com as orientações abaixo.

Alimentos que podem ser consumidos no Ekadasi:
Todas as frutas (frescas e secas, verdes ou maduras);
Todas as nozes (e óleos feitos das nozes);
Todos os legumes (abóbora, abobrinha, pepino, etc.);
Todas as verduras (repolho, couve, alface, etc.);
Todas as raízes (batatas, mandioca, macaxeira, rabanete, cenoura, etc.);
Trigo mourisco;
Azeitonas;
Coco;
Amendoim;
Óleos de girassol, oliva, amendoim e caroço de algodão;
Todos os açúcares (da cana, de beterraba, demerara, etc.);
Todos os leites e seus derivados (queijo, iogurte, coalhada, requeijão, ghee, etc.).
Temperos que podem ser usados em Ekadasi:
Sal;
Gengibre;
Temperos verdes (coentro verde, hortelã verde, salsinha verde, etc. - menos cebolinha verde e alho poró, por serem tamásicos);
Curcuma (Açafrão-da-Índia);
Pimenta preta.

Alimentos que não devem ser consumidos, por “quebrarem” o Ekadasi:


1 – Nenhum dos cinco tipos de cereais, conforme definidos na cultura védica, isto é, nenhuma das variedades de:
a) Arroz;
b) Trigo;
c) Cevada;
d) Grãos (feijões, grão-de-bico, ervilhas, lentilhas, milho, etc.);
e) Mostarda e gergelim.

2- Nenhum dos produtos compostos de cereais:
a) Cereais quebrados (xerém de milho, arroz quebrado, ervilha partida, etc);
b) Grão não-maduros e vagens (espiga de milho verde, milheto, vagem de feijão, feijão verde, etc).
c) Cereais em flocos (flocos de aveia, flocos de arroz, etc.).

3- Nenhum dos produtos derivados de cereais:
a) Farinhas de cereais (farinha de trigo, farinha integral, farinha de rosca, etc.);
b) Pós de cereais (pó de cevada, pó de arroz, etc);
c) Óleos de cereais (óleo de soja, óleo de milho, óleo de gergelim);
d) Amidos (amido de milho, etc.).

4- Nenhum dos alimentos que contenham cereais ou seus derivados em sua composição:
a) Comidas feitas com cereais (pão, comidas de milho, macarrão, biscoitos, bolos, tahine, doces de cereais, pipoca, arroz inflado, etc.);
b) Alimentos feitos com, ou contendo, algum tipo de derivado de cereal em sua composição (isto é, contendo amidos, temperos de grãos, óleos de cereais, etc.), tais como, por exemplo:
i) Frituras em óleos derivados de cereais;
ii) Margarinas e frituras com margarinas;
iii) Refrigerantes;
iv) Doces com amidos;
v) Sorvetes;
vi) Misturas prontas para milk-shakes, sucos dietéticos, etc.;
vii) Certos requeijões, iogurtes, sucos industrializados, etc.;
viii) Certas sopas com: grãos, macarrão, ou temperos compostos de grãos, etc.;
ix) De modo geral, os alimentos industrializados (se for consumi-los, veja a composição e ingredientes na embalagem).

Temperos NÃO usados em Ekadasi:
Sementes de gergelim
Sementes de cominho
Sementes de mostarda
Cardamomo
Sementes de Papoula
Sementes de Kalonji
Sementes de Ajwain

Ekadasi Nível 2 – Intermediário (devotos mais estritos)

Para os devotos que desejam ser mais estritos, especialmente levando-se em conta o controle dos sentidos e o voto de bramacarya (celibato), tanto para os solteiros quanto para os casais.Aplicam-se todas as orientações anteriores para o nível 1, complementadas pelas que seguem abaixo.

Alimentos restringidos durante Ekadasi:
Vegetais picantes como pimentas, pimentão, berinjelas (aumentam o apetite);
Todos os vegetais frondosos (por serem muito protéicos):
Couve-flor;
Brócolis;
Espinafre;
Repolhos;
Ervas frondosas - como a salsa, as folhas do caril, as folhas de neem, etc;
Saladas;
Vegetais Indianos:
Karela (melão amargo, ou melão de São Caetano);
Loki;
Parmal;
Toroi;
Kunli;
Drumsticks (baquetas);
Okra (tipo de quiabo);
Flor de bananeira.
Mel (por ser muito energético);
Queijos comerciais (por estarem sujeitos a adulteração com algum tipo de farinha).
Temperos NÃO usados em Ekadasi:
Sementes de gergelim;
Sementes de cominho;
Pimenta preta;
Curcuma (açafrão-da-Índia);
Assafétida;
Feno grego;
Sementes de mostarda;
Tamarindo;
Funcho;
Aipo;
Sementes de Papoula;
Sementes de Kalonji;
Sementes de Ajwain;
Cardamomo;
Noz-moscada;
Cravo-da-índia;
Temperos em pó em geral (por estarem sujeitos a adulteração com algum tipo de farinha).

No caso de quebra indevida do Ekadasi:


Parar imediatamente de comer o alimento “contaminado” com grãos (devido à presença de papa-purusha), e:

Continuar o jejum como pretendido inicialmente (melhor); ou
Da quebra em diante, fazer o jejum no nível mais básico - nível 1.

Obs.: Pode-se recuperar o resultado advindo de seguir corretamente esse Ekadasi que foi quebrado, por seguir estritamente o Pandava Nirjala Ekadasi seguinte.

Ekadasi Nível 3 – Avançado (devotos seriamente interessados no benefício espiritual de observar o voto de Ekadasi)

Para os devotos que estejam seriamente interessados em seguir o voto de Ekadasi, com vistas ao benefício espiritual advindo de tal prática.Aplicam-se todas as orientações anteriores para os níveis 1 e 2, acrescentando-se as que seguem abaixo.

Orientações suplementares para quem quiser seguir Ekadasi mais estrita e seriamente:
Preferencialmente não comer nada no Ekadasi;
Se possível, também não beber nada, nem mesmo água;
Tentar permanecer acordado durante todo o período do Ekadasi, inclusive por toda a noite (do brahma-muhurtha antes do nascer do sol no dia do Ekadasi até o horário de quebra de jejum no dia seguinte);
Evitar atividades materiais para o sustento corpóreo (trabalho formal, negócios, etc.) e de gozo dos sentidos (brincadeiras, jogos, diversões, futilidades, etc.).
Durante o período do Ekadasi, procurar não se distrair com amenidades ou divertimentos, permanecendo o máximo de tempo possível ativamente ocupado em Consciência de Krishna (leitura, adoração, pregação, kirtana, bhajana, aratik, etc.);
Pelo menos uma vez por ano, no Pandava Nirjala Ekadasi, fazer o jejum completo, não tomando nem mesmo água (nir jala = nem água).

Fazendo o voto de Ekadasi:

O devoto interessado em fazer o voto formal deve, no dia do Utpanna Ekadasi (o primeiro Ekadasi do ciclo de 24), na frente das Deidades, propor qual dos tipos de jejum ele fará até o próximo Utpanna Ekadasi. Os quatro tipos principais são:
Observar jejum até o meio-dia, fazer uma refeição sem grãos e observar jejum até o dia seguinte, quebrando o jejum dentro do horário estabelecido;
O mesmo que o acima, porém observando jejum até às 16 horas;
Jejum completo até o dia seguinte;
O mesmo que o acima, mas permanecendo acordado a noite toda cantando os santos nomes (japa, bhajana, kirtana);

Existem outros tipos de jejum ainda, tais como comer apenas frutas, ou tomar só leite ou outros líquidos (sucos, água, etc.).

Ekadasi Nível 4 – Mais Completo

Corpo e mente são muito difíceis de controlar. Não é incomum propostas da mente para, de alguma forma, “compensar” o dia de austeridade e auto-controle, através da busca de satisfação desmesurada dos sentidos no dia anterior ao Ekadasi, no seguinte, ou até em ambos. Para os devotos que desejem seriamente praticar o auto-controle com vistas ao avanço espiritual, aplicam-se todas as orientações anteriores para os níveis 1, 2 e 3, acrescentando-se as que seguem abaixo.

Orientações suplementares para quem quiser seguir Ekadasi com preparação prévia e auto-controle durante e no dia seguinte.

Deve-se observar o Ekadasi apenas para a satisfação do Senhor Supremo. O significado da palavra upavasa (jejum) é viver próximo. No dia de Ekadasi deve-se se afastar de todas as espécies de atividades pecaminosas, abandonar todas as espécies de atividades domésticas (caseiras) e de gratificação dos sentidos, e permanecer próximo ao Senhor.

No dia anterior ao Ekadasi, deve-se:
Deixar a cama macia e dormir no chão;
Comer somente uma vez;
Beber água somente uma vez;
Permanecer arrumado e limpo;
Controlar os sentidos;
Não ter atividade sexual;
Evitar comer:
Em pratos de bronze;
Comer alimentos fortes, tais como urad-dahl (tipo de lentilha), lentilhas-vermelhas, grão-de-bico, kondo (um certo tipo de grão), arroz pré-cozido, espinafre e mel;
Fora de casa (na casa de outra pessoa, etc.).
No dia do Ekadasi deve-se:
Levantar cedo pela manhã, antes do Brahma-muhurta, e oferecer reverências ao Supremo Senhor Hari;
Tomar banho (de chuveiro - o mais básico, até um banho em um rio – o melhor). Uma pessoa piedosa deve assim, ao se banhar, abandonar toda sua ira e cobiça;
Adorar o Senhor Keshava com devoção e oferecer a ele alimentos saborosos;
Oferecer uma lamparina no Templo do Senhor;
Ouvir as glórias do Ekadasi da boca de um brahmana, e então dar a ele suficiente caridade;
Ouvir e falar sobre as glórias do Senhor Krishna;
Permanecer acordado durante a noite enquanto canta as glórias transcendentais de Krishna;
Jejuar, ou então, pelo menos, não comer os cinco tipos de grãos acima indicados;
Evitar (mesmo nas suas forma mais sutis, leves ou ingênuas):
Jogos de azar;
Espalhar rumores;
Procurar erros nos outros;
Pregar para pessoas espiritualmente desinteressadas;
Irar-se, mentir, enganar, roubar, etc.
Atividade sexual;
Associar-se com pessoas de baixa classe, pecaminosas ou ateístas.
Evitar também:
Praticar esportes;
Dormir, cochilar, soneca, etc.;
Mascar nozes de betel ou suas folhas;
Escovar os dentes.
No dia posterior ao Ekadasi deve-se:
Adorar o Senhor Hari com devoção, oferecendo-Lhe folhas de Tulasi;
Dar caridade aos brahmanas;
Não comer:
Mais de uma vez;
Em pratos de bronze;
Alimentos muito fortes, tais como urad-dahl (tipo de lentilha), lentilhas-vermelhas e mel;
Fora de casa (na casa de outra pessoa, etc.);
Alimentos de alguma forma contaminados.
Não praticar qualquer atividade sexual;
Não barbear o rosto, raspar a cabeça ou se depilar;
Não passar óleo no corpo de alguém ou no próprio;
Não mentir;
Não participar de trabalho ou exercício extenuante.

Quebrando um Ekadasi rapidamente:

Se você observar um jejum completo (sem mesmo beber água), você não necessita quebrá-lo com grãos. Você pode quebrá-lo com caranamrita ou fruta. Se você observar o Ekadasi comendo frutas, vegetais, etc., então ele deve ser quebrado no dia seguinte tomando grãos no horário especificado no calendário Vaisnava.
Considerações adicionais:

O sal para o Ekadasi teve ser tomado de um pacote novo ou limpo.

Soja não é considerada muito adequada para alimentação humana, por ser muito protéica. Se consumir, seja moderado.

Lentilhas (urad-dhal, masura dhal) também são tão protéicas que não são consideradas alimento para vegetarianos, e não podem ser oferecidas as deidades. Se for comer, coma no máximo uma vez por semana.

Grão-de-bico é também muito protéico. Quando consumir, bastam uns poucos grãos por dia.

Os queijos vendidos comercialmente estão sujeitos a muitos tipos de adulteração com farinhas de cereais. Se for usar queijo no Ekadasi (e não quiser correr riscos de adulterações), dê preferência a fazer seu próprio queijo fresco a partir do leite.

Alguns não recomendam tomates no Ekadasi. Alguns argumentam que não é um vegetal tradicional indiano, não sendo usado nem mesmo nos dias normais, quanto mais no Ekadasi. Outros se referem à dificuldade de cultivo, que exige muito agrotóxico, por ser uma fruta muito delicada. O tomate não é um legume, mas sim uma fruta, da mesma família das beringelas, pimentões, pimentas. Mas quanto a aumentar o apetite, não temos confirmação. Talvez seja o caso de algumas variedades.

No Ekadasi cozinha-se para as deidades como nos dias normais (Krishna não precisa fazer Ekadasi: este é um benefício para nós, entidades vivas condicionadas).

Embora os vaishnavas devam aceitar todos os tipos de alimentos oferecidos ao Senhor (e em especial a maha-prasada), no Ekadasi não se deve aceitar nem mesmo a maha-prasada (embora possa-se guardá-la para comer no dia seguinte).

No Sat-Tila Ekadasi (ocorre normalmente no mês de janeiro) pode-se consumir preparações feitas com gergelim, sendo, nesse dia, muito auspicioso dá-lo, prepará-lo ou comê-lo. O gergelim pode ser preparado de qualquer forma, puro ou como ingrediente de diversas preparações.

Ekadasi tem horário para início e finalização (quebra de jejum). Os dias, no calendário védico, iniciam-se ao nascer do Sol. Assim, pode-se considerar que o jejum, efetivamente, inicia-se no Brahma-muhurtha (antes da alvorada) no dia do Ekadasi, e termina após o nascer do sol do dia seguinte, quando deve-se tomar alguma prasada para “oficialmente” encerrar o jejum. O horário para essa quebra oficial do jejum é variável, sendo determinado por cálculos astronômicos e não devendo ser ultrapassado.

Devido às orientações ayur-védicas quanto a alimentação (que contra-indicam comer tarde de noite ou de madrugada), em geral, observa-se o jejum do pôr-do-sol do dia anterior ao Ekadasi até 48 minutos (variável) depois do nascer-do-sol do dia posterior ao Ekadasi. Especialmente o horário de quebra de jejum deve ser respeitado, sendo determinado por cálculos astronômicos e estando registrado nos calendários vaishnavas.

Mahadvadasi é observado como Ekadasi.

Srila Prabhupada sempre orientou seus seguidores a observar Ekadasi através do jejum de grãos e feijões. O jejum total nunca foi estimulado por Srila Prabhupada. Ao invés de acentuar várias austeridades severas, ele pôs maior ênfase no serviço (que às vezes é impedido pelo jejum, e, ainda mais, muitas vezes impedido por vários dias, devido a se permanecer acordado a noite toda). Por isso, Srila Prabhupada somente insistiu em 4 dias de jejum completo por ano (para certos Dias de Aparecimento) e orientou a comer de forma muito simples nos Ekadasis. O jejum total (e, opcionalmente, para cada Ekadasi) é um vrata (um voto) opcional, e é algo bom, caso inspire um sentimento mais profundo de amor por Krishna.

Não esqueça:
Nunca coma:
Carne
Peixes
Ovos
Cebolas*
Alhos*

*Cebolas e alhos são considerados vegetais no modo da ignorância e, portanto, não devem ser consumidos como alimento.Nunca se intoxique:

Bebidas alcoólicas (cachaça, cerveja, vinho, etc.) – no máximo, cerveja sem álcool, em certas circunstâncias e com moderação;

Café (devido à cafeína) – no máximo, café descafeinado. Também pode ser substituído por cevada em pó;
Certos tipos de chá (chá mate, chá preto, etc.) – prefira capim santo, erva doce, hortelã, etc.

Refrigerantes de Cola (também devido à cafeína) – troque por outros menos prejudiciais;
Chocolate escuro (devido à presença de cafeína, também é viciante) – troque por chocolate branco ou outros doces mais saudáveis;
Excesso de açúcar, sal, comida, etc.

Traduzido e adaptado por Gopala Dasa Adhikari (HDG), com o apoio e orientações de Paramahamsa Dasa, Jagad Bharata Dasa e Mitra Gopi Devi Dasi, e colaboração de Bhaktin Áurea.
Baseado no texto: "Ekadasi and Caturmasya Guidelines" (original disponível em: http://www.dharmakshetra.com/holy%20days/ekadas%20and%20caturmasya%20guidelines.html), no texto “Sri Ekadasi” (original disponível em: http://www.radhakunda.com/ekadasi/index.html) e no “Calendário Vaishnava”, edição 2001 – ISKCON São Paulo e Paramahamsa & Sons, página 13, versão on-line em: http://www.harekrishnasp.com.br/calendario.htm

RECEITAS PARA EKADASI

FOCACCIA DE EKADASI
Ingredientes: 2 xs. de chá de tomates picados sem sementes e sem soro, 1/2 x. de chá de pimentão verde picado, 1x. e 1/2 de azeitonas verdes sem caroço picadas, 1 x. de café de alcaparras picadinhas (facultativo), 1 x. de chá de Pager, provolone ou mozzarella picada, 2 colheres de sobremesa de orégano seco, sal a gosto, 3 colheres de sopa de yogurte, 4 colherinhas de café de bicarbonato, 2 colheres de sopa de fécula de batata, 1 x. de chá de óleo de girassol e 3 xs de chá de farinha de trigo sarraceno.

Comprar o trigo sarraceno em grão e moe-lo no moedor de café novo (que se usará só para este fim)

MODO DE PREPARO
Em uma bacia colocar a farinha de sarraceno, a fécula de batata, o oleo de girassol, o yogurte, o sal, o orégano e misturar bem juntando água aos poucos até formar uma massa um pouco mais densa que o mel, acrescentar o bicarbonato, mexer bem e acrescentar todos os outros ingredientes picados, misturar delicadamente e colocar em uma forma grande untada anteriormente com manteiga e farinha de sarraceno, e deixar na geladeira o tempo em que fazemos a preparação, assim a focaccia não grudará na assadeira. Colocar no forno pré-aquecido a 180 graus na prateleira de cima para + ou - 40 minutos. Apos 30 minutos controlar que seja bem douradinha, (porque depende de cada forno).

Pudim de Tapioca
1 xicara de tapioca em bolinhas
6 xicaras de leite
1 xicara de doce de leite (pode substituir por açucar)
1/2 xícara de coco ralado úmido
1 xicara de passas
Colocar a tapioca de molho no leite por duas horas, depois que ela ficar macia, levar ao fogo baixo com todos os ingredientes ate levantar fervura, desligue o fogo, deixe esfriar, transfira p/ uma vasilha que possa ir a geladeira por uns 20 minutos, está pronto p/ servir

Pão de Queijo Sem Ovos
500g de polvilho azedo
500g de polvilho doce
300g de queijo ralado (parmesão, curado)
1 xícara de óleo de girassol ou manteiga
1 colher de sopa de sal
2 xicaras de leite
3 inhames médios cozidos, descascados e amassados
1 copo de iogurte natural


Moksada Ekadasi  (Extraído do livro: Ekadasi, o dia do Senhor Hari. De S.S.Krishna Balarama Swami).

  
                Maharaja Yudhisthira disse:

                   -Ó Vishnu, mestre de todos, ó deleite dos três mundos, ó Senhor do universo, ó criador do mundo, ó mais idosa das personalidades, ó melhor de todos os seres, eu ofereço minhas mais respeitosas reverências a Você.  Ó Senhor dos senhores, para o benefício de todas entidades vivas, responda algumas perguntas que eu tenho. Qual o nome do Ekadasi que ocorre durante o quarto crescente do mês margasirsa (novembro/dezembro), o qual remove todos os pecados? Como alguém deve observá-lo corretamente e qual é a deidade adorável neste dia santo? Ó Senhor, por favor, explique isto para mim.   O Senhor Sri Krishna respondeu:

                   -Ó Yudhisthira, sua pergunta é mui auspiciosa e lhe trará fama. Assim como lhe expliquei anteriormente o querido Utpanna Maha Dvadasi (nota 1), o qual ocorre durante o quarto minguante do mês margasirsa (novembro/dezembro), e que foi o dia quando Ekadasi Devi apareceu do Meu corpo para matar o demônio Mura, beneficiando a todos seres animados e inanimados nos três mundos, assim mesmo devo lhe explicar agora o Ekadasi que ocorre no quarto crescente do mês margasirsa. Este Ekadasi é famoso como Moksada, por que purifica o devoto fiel de todas as reações pecaminosas concedendo a liberação. A deidade adorável deste dia é o Senhor Damodara. Com toda atenção deve-se adorá-lo com incenso, lamparina de ghee, flores e manjaris de Tulasi.

                   Ó melhor dos reis, por favor, ouça enquanto Eu narro para você a história antiga e auspiciosa deste Ekadasi. Simplesmente por ouvir esta história, pode-se obter o mesmo mérito alcançado pela execução de um sacrifício asvamedha. E pela influência deste mérito, os antepassados, mães, filhos e outros parentes que foram ao inferno, vão ao céu. Somente por esta razão, ó rei, você deve ouvir cuidadosamente esta narração.

                   Certa vez Havia uma bela cidade chamada Campakanagara, a qual estava habitada por vaishnavas devotados. Ali o melhor entre reis santos, Maharaja Vaikhanasa, governava seus súditos como se fossem seus próprios filhos e filhas. Os brahmanas nesta capital eram bem expertos nos quatros tipos de conhecimento védico. Enquanto governava apropriadamente, o rei certa noite teve um sonho no qual seu pai estava sofrendo as dores da tortura em um planeta infernal. O rei ficou tomado de compaixão e chorou. Na manhã seguinte, Maharaja Vaikhanasa narrou seu sonho ao seu conselho de brahmanas duas vezes nascidos:

                   -Ó brahmanas, disse o rei, em um sonho na última noite eu vi meu pai sofrendo em um planeta infernal. Ele estava gritando: "Ó filho, por favor, liberte-me do tormento deste inferno”. Agora eu não tenho paz e até mesmo este belo reino tornou-se insuportável para mim. Nem mesmo meus cavalos, elefantes e quadrigas me dão alguma alegria e meu vasto tesouro não me dá nenhum prazer.

                   Tudo, ó sábios brahmanas, até mesmo minha própria esposa e filhos, tornou-se fonte de infelicidade desde que soube, que meu querido pai está sofrendo as torturas do inferno. Onde devo ir? Que devo fazer? Ó brahmanas, para aliviar este sofrimento? Meu corpo está queimando de temor e lamentação! Por favor, digam-me quais o tipo de caridade, qual o modo de jejuar, qual a austeridade ou qual a meditação profunda que tenho que executar, para libertar meu pai desta agonia e conceder a liberação aos meus antepassados?  Ó melhores dentre os brahmanas, qual a vantagem de se ter um filho poderoso se o próprio pai sofre em um planeta infernal?  De fato, a vida de tal filho é totalmente inútil!”  Os brahmanas duas vezes nascidos responderam:

                   -Ó rei, na floresta da montanha, não muito distante daqui há um ashrama onde reside o grande santo Parvata Muni. Por favor, vá até lá. Pois ele conhece o passado, presente e o futuro de tudo e certamente lhe ajudará em sua miséria.

                   Após ouvir este conselho, o sofrido rei partiu imediatamente numa viagem ao ashrama do famoso sábio Parvata Muni. O ashrama era muito grande e abrigava muitos sábios eruditos expertos no cantar dos hinos sagrados dos quatros vedas (nota 2). Aproximando-se do sagrado ashrama, o rei viu Parvata muni sentado entre os sábios como se fosse um outro senhor Brahma, o criador não nascido.

                   Maharaja Vaikhanasa ofereceu as suas humildes reverências ao Muni, curvando sua cabeça e então postando todo seu corpo. Após o rei ter se acomodado, Parvata Muni perguntou-lhe sobre o bem estar dos sete membros do seu extenso reino (nota 3). O Muni também lhe perguntou se o reino estava livre de problemas e se todos estavam em paz e felizes. Para estas perguntas o rei respondeu:

                   -Por sua misericórdia, ó sábio glorioso, todos os sete membros do meu reinado estão indo muito bem. Mesmo assim, há um problema que surgiu recentemente e para resolvê-lo vim lhe procurar, ó brahmana, buscando seu conselho experto.

                   Então Parvata Muni, o melhor de todos os sábios, fechou os olhos e meditou no passado presente e futuro do pai do rei. Após alguns momentos ele abriu seus olhos e disse:

                   -Seu pai está sofrendo os resultados de ter cometido um grande pecado e eu descobri qual foi este pecado; em sua vida anterior ele brigou com a esposa quando desejava desfrutar sexualmente dela, durante o período menstrual. Ela tentou resistir aos avanços dele e gritou: "Alguém, por favor, me salve! Por favor, ó marido, não interrompa meu período mensal!" Mesmo assim ele não a deixou só. É devido a este grande pecado que seu pai caiu em total condição infernal. Então o rei Vaikhanasa disse:

                   -Ó maior dos sábios, por qual processo de jejum ou caridade eu posso libertar meu querido pai de tal condição? Diga-me, por favor, como poderei remover a carga de suas reações pecaminosas, as quais são uns grandes obstáculos ao progresso dele rumo à liberação última. Parvata Muni respondeu:

                   -Durante o quarto crescente do mês Margasirsa (novembro/dezembro) ocorre um certo Ekadasi chamado Moksada. Se você respeitar estritamente este Ekadasi sagrado, jejuando completamente e dando diretamente ao seu pai sofredor o mérito que obter, desta maneira ele se livrará do sofrimento e será libertado imediatamente.

                   Ouvindo isto, Maharaja Vaikhanasa agradeceu profundamente ao grande sábio e retornou então ao seu palácio. Ó Yudhisthira, quando finalmente chegou o quarto crescente do mês Margasirsa, Maharaja Vaikhanasa observou o jejum de Ekadasi fiel e perfeitamente junto com a esposa, filhos e outros parentes. Ele deu devidamente o mérito do jejum ao seu pai e enquanto fazia o oferecimento, pétalas de flores caíram do céu. O pai do rei foi então louvado pelos mensageiros dos semideuses e conduzido às regiões celestiais. Enquanto passava por seu filho, o pai disse ao rei:

                  -Meu querido filho, toda auspiciosidade a você! Por fim ele chegou ao reino celestial(nota 4).

                   Ó filho de Pandu, quem quer que observe estritamente o sagrado Moksada Ekadasi, seguindo as regras e regulações estabelecidas, alcança liberação plena e perfeita após a morte. Ó Yudhisthira, não há melhor dia para se jejuar do que este Ekadasi do quarto crescente do mês Margasirsa, pois este é um dia impecável e claro como o cristal. Quem quer que fielmente observe este jejum do Ekadasi, o qual é como a jóia Cintamani (que concede todos os desejos), alcança um mérito especial que é muito difícil de calcular, pois este dia pode elevar a pessoa aos planetas celestiais e mais além; à liberação perfeita.

Assim acaba a narração das glórias do Margasirsa Sukla Ekadasi ou Moksada Ekadasi do Brahmananda Purana.

                                                                     -NOTAS-
  
1) Quando o Ekadasi cai em combinação com o Dvadasi, os devotos o chamam de Maha Dvadasi, e o jejum de cereais e feijões é feito neste (Maha) Dvadasi.

2) Os quatros vedas são: Sama, Yajur, Rg e Atharva.

3) Os sete membros do domínio de um rei são: o próprio rei, seus ministros, seu tesouro, suas forças militares, seus aliados, os brahmanas, os sacrifícios executados em seu reino e as necessidades de seus súditos.

4) Se alguém observa o jejum de Ekadasi para um antepassado falecido que esteja sofrendo no inferno, então o mérito assim obtido capacita o antepassado a deixar o inferno e entrar no reino celestial onde então poderá praticar serviço devocional a Krishna ou Vishnu e ir de volta ao Supremo. Mas aquele que observa Ekadasi para sua própria elevação espiritual, volta ao Supremo pessoalmente, nunca retornando ao mundo material.

Tradução: Ananya Bhak Dasa (Zuza Lee)
Correção 1: Apsarini Devi Dasi (Paula Burlamaqui)
Correção 2: Ananda Maya Devi Dasi (Alina Barrios Duran)
Digitação e fidelidade: Paramahamsa Das (Paulo J.G.dos Santos)


Parabaixar livro que fala tudo sobre jejuns



grupo
BLOG COM MAIS INFORMAÇÕES SOBRE EKADASI: http://ekadasi-devi.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário